A PAELLA

é o prato mais conhecido da rica e variada gastronomia Espanhola. Presente habitualmente no Menu de vários restaurantes ao redor do Mundo. Porém, curiosamente, a primeira receita da paella é desconhecida. é o prato mais conhecido da rica e variada gastronomia Espanhola. Presente habitualmente no Menu de vários restaurantes ao redor do Mundo. Porém, curiosamente, a primeira receita da paella é desconhecida.

 

 

A origem da paella, como de todos os pratos da cozinha popular, não é nada mais do que a conjugação dos elementos que cada povo tem ao seu redor.

Surgiu, nos séculos XV e XVI, em Valência, região situada na costa leste da Espanha. Os moradores da região saiam para trabalhar no campo levando apenas arroz, azeite de oliva e sal. Para cozer usava-se panela redonda, rasa, com 2 alças, a qual chamavam de “Paella”. O formato facilita o cozimento do arroz e dos ingredientes, por ficarem distribuídos por igual. Como a panela acabou dando nome ao prato, atualmente esta panela é conhecida como “paellera”.

Além do arroz, adicionavam-se ingredientes que cada um tinha ao seu redor, tais como frango, carne de caça como coelho ou lebre e verduras frescas, como vagem e ervilha. Porem, o ingrediente marcante da Paella é o açafrão de dá uma cor amarelada ao arroz.

Todavia, este açafrão não é o “açafrão-de-raiz” de origem Indiana que conhecemos e comumente usamos aqui no Brasil. Denominado para nós como “açafrão-verdadeiro” e retirado do estigma de uma flor (Crocus sativus l.) Para obter-se 1 quilo de açafrão, são necessárias 100 mil flores, por isso o seu preço ser comparado ao do ouro. (Para saber mais: http://www.herbario.com.br/dataherb13/acafrao.htm)

Pela breve história podemos concluir então que, inicialmente a paella não é o prata que atualmente conhecemos. Os frutos do mar foram acrescentados mais tarde com a chegada do prato nas regiões litorânea da Espanha.

Em qualquer das suas formas a Paella é um prato requintado, trabalhoso na sua confecção, e elaborado nos detalhes do seu preparo.

Outra lenda diz que o nome Paella surgiu do hábito dos camponeses, que após longos períodos no campo, ao chegarem saudosos das suas esposas preparavam esse delicioso prato “Para ella”.

Este prato de visual incrível e elaborada técnica de preparo, feito ao ar livre, assim que iniciado toma conta da festa. Todos querem saber os segredos dos ingredientes e temperos, assistirem ao preparo, ver como é que se faz. (Para saber mais: http://www.paellafiesta.com.br/historia.html e http://www.lapaella.net/principal.aspx) 

PAELLA
(Serve 8 pessoas)

 

350 grs de arroz
500 grs de Lombo
500 grs de Bacon
500 grs de Frango
500 grs de Lula
1 kg de Camarão Médio sem casca
1 Kg de Camarão Cinza limpo
6 Camarões médios com casca
500 grs de Vagem ou Ervilha fresca
12 Mexilhões sem casca
4 Tomates
1 lata de molho de tomate 
3 Pimentões Grandes – (Vermelho/Amarelo/Verde)
1 cebola grande
2 dentes de alho
Açafrão QB
6 caldos de camarão
Alho QB
Azeite QB
2 envelopes de tempero à base de Peixe
Glutamato monosódico QB

Modo de Fazer

Corte os pimentões e a cebola em tiras e reserve. Caso use vagem, retire as pontas e corte em pedaços de aproximadamente 5cm e reserve. Uma parte dos pimentões, será usada para decorar o prato depois de pronto.

Retire a casca e as sementes dos tomates. Corte em cubos e reserve.

Corte as carnes e o bacon em pedaços de aproximadamente 4cm. Reserve.

 

Em uma panela com água adicione os 6 caldos de camarão, os 2 envelopes de tempero à base de peixe. Cozinhe os camarões médios por aproximadamente 3 minutos, reserve. Na mesma água faça o mesmo com a lula, cozinhe por aproximadamente 5 minutos, reserve. Reserve também a água.

 

Na paellera, doure a cebola no azeite e um pouco de sal. Acrescente o alho e deixe dourar por mais alguns minutos. Adicione o frango. Sem mexer aguarde que cozinhe até a parte de cima mudar de cor. Mexa. Coloque o bacon. Deixe-o fritar até soltar um pouco da gordura. Acrescente à carne porco, os camarões cinza e o açafrão. Frite por mais um instante. Coloque os tomates e refogue até começar a desmanchar. Acrescente o molho de tomate, a ervilha ou a vagem, e o arroz. Misture bem.

 

Não mexa mais.

 

Com uma concha vá adicionando a água que foi usada para cozinhar o camarão e a lula.

 

Abra espaços no cozido para água retornar para o fundo da panela e não queimar. Aproveite estes espaços colocar os pimentões.

 

Quando o arroz estiver quase cozido acrescente também os camarões médios e a lula.

 

Decore com os pimentões, com os camarões com casca, regue com azeite e sirva.